Quem somos e o que queremos - De Olho na Libertas

Últimas

Home Top Ad

Estamos sempre De Olho na Libertas

Post Top Ad

O preço de uma aposentadoria tranquila...

domingo, 18 de março de 2018

Quem somos e o que queremos


O Coletivo DE OLHO NA LIBERTAS surgiu a partir da necessidade urgente de um acompanhamento mais próximo da gestão dos fundos de pensão administrados pela Fundação Libertas. As entidades representativas dos trabalhadores (ativos e aposentados) das patrocinadoras envolvidas (Copasa, Prodemge, Cohab, Codemig, IMA, Libertas e MGS) foram convidadas e, aquelas que entenderam o propósito, se engajaram no projeto. Diversas reuniões foram feitas desde 2014 para o desenvolvimento de um planejamento e um projeto que efetivasse essa tarefa.

Nosso objetivo é blindar, antes de tudo, a Fundação Libertas de ameaças que coloquem em risco o equilíbrio e a saúde financeira do patrimônio destinado a suplementar as aposentadorias dos trabalhadores.

Engana-se quem acredita que exista algum órgão de governo que atue de forma preventiva para evitar prejuízos nos fundos de pensão dos trabalhadores. Apenas os membros dos conselhos deliberativo e fiscal das fundações cumprem este papel, ou pelo menos deveriam cumprir.

Infelizmente, a realidade é bem outra. Os atuais conselheiros da Fundação Libertas, principalmente do Conselho Deliberativo, não conseguem cumprir com eficiência e profissionalismo aquilo que a legislação exige e nem o que as melhores práticas recomendam. Reconhecemos que nossos representantes eleitos necessitam de um apoio mais efetivo das entidades (sindicatos, associações, federação, etc.) no desempenho de suas funções. Seja no apoio direto através  de assessorias (analista de mercado,  contábil – financeira – jurídica- comunicação - política), seja na promoção de sua formação e  aprimoramento de seus conhecimentos através de cursos, seminários  ou grupos de estudos específicos.

O Coletivo DE OLHO NA LIBERTAS, aberto a todas as entidades representativas que dele queiram participar, busca inaugurar uma nova filosofia de acompanhamento da gestão do patrimônio e apoio aos nossos representantes eleitos, indo desde o estabelecimento de critérios objetivos para a escolha dos candidatos aos cargos de conselheiros, passando por sua formação e capacitação enquanto conselheiro até a disponibilização do suporte técnico, político e material.

Afinal, temos de entender que o “PREÇO DE UMA APOSENTADORIA TRANQUILA É A ETERNA VIGILANCIA”.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bottom ads

...é a eterna vigilância